Páginas

5 de ago de 2012

Não queira o espírito do mundo.


Receber o Espírito de Deus foi a melhor coisa que nos podia acontecer. No entanto, há pessoas que estão recebendo o espírito do mundo. Para essas, o que interessa são os prazeres da carne, a satisfação das paixões e a busca desenfreada por dinheiro, bens e segurança. Quem recebe o Espírito do Senhor ganha condições de conhecer o que lhe é dado gratuitamente pelo Altíssimo, pois Ele não cobra nada. A Palavra deixa bem claro que nos é dado gratuitamente, para que os menos avisados não caiam no conto de que precisam dar algo para receber os benefícios divinos. "Mas nós não recebemos o espírito do mundo, mas o Espírito que provém de Deus, para que pudéssemos conhecer o que nos é dado gratuitamente por Deus." 1 Coríntios 2.12.
Todo aquele que nasce na família divina necessita do Espírito de Deus, e Jesus é o Batizante. Ao ser batizado com o Espírito Santo, o cristão entra em uma atmosfera espiritual que nem julgava existir e passa a ter dentro de si o próprio Espírito do Senhor. Com esse revestimento, ele se fortalece, e as angústias, tristezas, mágoas e os demais sofrimentos da alma desaparecem. Por outro lado, sem ele, o crente torna-se fraco.
O espírito do mundo não é apenas uma maneira de falar sobre quem vive na carne. Ele é real, e quem é possuído por ele vive apegado a tudo o que diz respeito a essa vida. Ele usa o ser humano do modo como deseja: uns ficam presos na bebedeira; outros são levados a trapacear, e há ainda aqueles que se envolvem em vícios e prostituição.
Os dominados pelo espírito do mundo se interessam pelas coisas imundas da vida. Por exemplo, a intimidade conjugal – criada pelo Senhor com propósitos específicos de reprodução, alívio mental e satisfação espiritual – é tratada de forma grotesca e imoral. A pessoa possuída pelo espírito mundano só pensa no erro, e quem passa pelo seu caminho é visto como um objeto para suprir seus desejos. Além disso, ela só quer saber de acumular bens, desfrutar do luxo e realizar-se em tudo.
Já os que são cheios do Espírito de Deus pensam como o Senhor. Eles se condoem com a destruição moral que os outros estão sofrendo e oram pelos perdidos e oprimidos, esforçando-se para que os pecadores caiam no abrigo de Jesus, o bom Pastor. A pessoa que tem sobre sua vida o Espírito de Deus possui condições de conhecer o que lhe é dado gratuitamente pelo Pai.
Os possuídos pelo espírito mundano acreditam que têm de fazer por onde, para que a mão do Altíssimo opere em seu favor. Mas, quando aprendem que Jesus já fez tudo e só precisam crer, mudam de atitude e passam a desfrutar do que nos foi concedido de graça pelo Filho de Deus. 

Nenhum comentário: