Páginas

3 de jul de 2009

Dízimo e as Ofertas – tem embasamento Bíblico ou é uma invenção dos homens.

















As coisas de Deus é para quem respeita e acredita, assim como a nossa fé, cremos em um Deus vivo e salvador, por isso vivemos para servi-lo e adorá-lo, bem como respeitá-lo. As Escrituras nos revelam que desde os tempos mais remotos, os dízimos e as ofertas são uma prática dos que servem à Deus. Entre tantos exemplos podemos citar o de Abel - Gêneses 4.1-5, que ofereceu ao Senhor o que havia de mais excelente no seu rebanho. Lembremos também do patriarca Abraão – Gêneses 14:20, ancestral de Israel, que entregou dízimos a Melquisedeque. A partir destes eventos as contribuições passam a fazer parte da estrutura de fé dos que servem a Deus e à sua igreja.

Podemos dizer que a palavra Dízimo significa “décima parte de uma importância ou quantia”. O Dízimo é uma oferta entregue voluntariamente à obra de Deus, constituindo-se da décima parte da renda do adorador, pois é a devolução a Deus do que é de Deus, pois tudo pertence a Ele, portanto, é um ato de amor e adoração que devotamos àquEle que tudo nos concede e que tudo é dado por Ele.

“Trazei todos os dízimos à casa do tesouro, para que haja mantimento na minha casa, e depois fazei prova de mim nisto, diz o SENHOR dos Exércitos, se eu não vos abrir as janelas do céu, e não derramar sobre vós uma bênção tal até que não haja lugar suficiente para a recolherdes”. Malaquias 3:10.

O Senhor diz ao homem: “fazei prova de mim nisto” .... “ se eu não vos abrir as janelas do céu, e não derramar sobre vós uma bênção tal até que não haja lugar suficiente para a recolherdes” ... Deus é Fiel também nisto, é só crer, e não é fazer barganha com Deus com seu dizimo ou oferta, pois Deus não precisa fazer trato com o homem, pois Deus não precisa de nós para nada, e sim, nós é que precisamos Dele para tudo. O Senhor é dono de toda prata e ouro que existe, portanto, devemos fazer por amor as suas ordens.

DIZ O HOMEM A DEUS: EM QUE TE ROUBAMOS? SERÁ QUE ALGUÉM CONSEGUE ROUBAR A DEUS?

Malaquias 3: 6, 7, 8, 9. Diz o Senhor:

6- Porque eu, o SENHOR, não mudo; por isso vós, ó filhos de Jacó, não sois consumidos.

7- Desde os dias de vossos pais vos desviastes dos meus estatutos, e não os guardastes; tornai-vos para mim, e eu me tornarei para vós, diz o SENHOR dos Exércitos; mas vós dizeis: Em que havemos de tornar?

8- Roubará o homem a Deus? Todavia vós me roubais, e dizeis: Em que te roubamos? Nos dízimos e nas ofertas.

9- Com maldição sois amaldiçoados, porque a mim me roubais, sim, toda esta nação.

BÊNÇÃOS ADVINDAS DA FIDELIDADE EM DIZIMAR E OFERTAR

O devorador é repreendido Malaquias 3:11 diz o Senhor: “E por causa de vós repreenderei o devorador, e ele não destruirá os frutos da vossa terra; e a vossa vide no campo não será estéril, diz o SENHOR dos Exércitos”.

O devorador é o mal que consome tudo aquilo que é ganho pelo o seu suor, é várias formas de atuação na vida do homem, por não ter a saúde dada por Deus é consumido nos remédios fazendo com que grande parte ou até mesmo todo o seu ganho e gasto com as doenças. São dividas impagáveis e insolúveis onde é consumido todo o seu ganho provido do seu trabalho, ou é aquele individuo que trabalha, trabalha, igual a um animal e só vive numa miséria que faz dó, e também é aquele (a) que tudo que vê consome fazendo dividas em cima de dividas sem parar. São estas as circunstâncias adversativas, que acometem os infiéis no dízimo, mas, para o fiel há livramento por não estarem presos a este mal que é um demônio que atua nesta área.

Por isso o Senhor nos diz: “Trazei todos os dízimos à casa do tesouro, para que haja mantimento na minha casa, e depois fazei prova de mim nisto, diz o SENHOR dos Exércitos”... Malq. 3:10 ( o Senhor diz: Fazei prova de mim nisto..)

IMPORTANTE ENTENDER ISSO:

Assim como no passado, muitos fazem este tipo de comparação no presente:

“ Eu conheço muitas pessoas ímpias ou soberbas que são prosperas e nem servem a Deus, e escapam da justiça de Deus por não servi e eu nem prospero como os ímpios.”

Malaquias 3: 15 e 16 - diz o Senhor:

15- Vós tendes dito: Inútil é servir a Deus; que nos aproveita termos cuidado em guardar os seus preceitos, e em andar de luto diante do SENHOR dos Exércitos?

16- Ora, pois, nós reputamos por bem-aventurados os soberbos; também os que cometem impiedade são edificados; sim, eles tentam a Deus, e escapam.

O SENHOR DIZ: VEREIS A DIFERENÇA ENTRE O JUSTO E O IMPIO.

Malaquias 3: 17 e 18 diz o Senhor:

17- E eles serão meus, diz o SENHOR dos Exércitos; naquele dia serão para mim jóias; poupá-los-ei, como um homem poupa a seu filho, que o serve.

VERSICULO 18: “Então voltareis e vereis a diferença entre o justo e o ímpio; entre o que serve a Deus, e o que não o serve.” Ele afirma que veremos a diferença entre o justo e o ímpio, ou seja, os que serve a Deus, e o que não o serve.

Estes que obedecem as suas ordem e crêem nos seus mandamentos, o Senhor reserva o bem maior que é: “e um memorial foi escrito diante dele, para os que temeram o SENHOR, e para os que se lembraram do seu nome.” Terão os seus nomes escritos no memorial de Deus, ou seja, no livro da Vida.

Aí então, vereis a diferença entre os IMPIOS e os JUSTO, pois os JUSTOS, verão a Gloria de Deus, enquanto os IMPIOS, verão a morte eterna!

IMPORTANTE SABER!

Os nossos dízimos serão abençoados pelo Senhor quando plantados em terra fértil, o que quer dizer isso, é quando o ministério em que plantamos nossas ofertas e nossos dízimos vemos ser bem empregados na obra de Deus em ganhar almas para Jesus, e onde vemos a Igreja de Cristo prosperar o seu povo em todos os sentidos, por não vermos os seus membros padecendo e adoecidos, e sim, um povo abençoados como Deus assim quer. Por que aquele que planta mal não cole, e isto é dever nosso em saber.

LEMBRE-SE DISSO:

O Bom Pastor da a sua Vida pelas as suas Ovelhas, por doar a sua vida a Deus e ao povo que Deus colocou em suas mãos para cuidar, para que suas ovelhas não venham padecer, e sim, venham prosperar em TODOS os sentidos.