Páginas

17 de ago de 2012

Evite estes três males.

 
Há muitas coisas indevidas que o homem faz. Por exemplo, ninguém deveria ingerir uma gota de álcool, mas muitos se embriagam. As drogas nem deveriam ser experimentadas, porém, uma multidão faz uso delas. No entanto, se todos pautassem a vida nas recomendações divinas, os problemas da humanidade estariam resolvidos.

Quem adultera faz mal a si e à pessoa com quem errou, bem como aos cônjuges traídos, à família de ambos e, principalmente, ao Senhor. Mas, infelizmente, há quem, agora mesmo, esteja deixando o diabo tramar-lhe um caso. O pior é que, muitas vezes, esse alguém acha que Deus entende como ele sofre e quer vê-lo feliz nos braços de outra pessoa, “justificando” o injustificável e tornando Deus seu cúmplice. Além dessas tristes atitudes, o furor, a ira e a inveja nunca deveriam ser aceitos ou tolerados no coração.  

Quantas vezes a televisão mostra pessoas que cometeram crimes, até homicídios, mas se dizem arrependidas e confessam que não sabem por que praticaram tais barbaridades! Fuja da ira, pois, em um ímpeto, você poderá arruinar a vida de alguém, bem como a sua própria.

Então, leve a sério essas advertências e não deixe ninguém seduzi-lo com essas coisas, nem mesmo seu cônjuge. Talvez, ele esteja enfermo na alma, possuído pelo espírito do erro. Se você não quiser ter problemas por toda a eternidade, seja sóbrio e responsável (Salmo 34.12-14).

Nenhum comentário: