Páginas

30 de jun de 2012

Deus ama quem guarda os seus mandamentos.


Saberás, pois, que o SENHOR, teu Deus, é Deus, o Deus fiel, que guarda o concerto e a misericórdia até mil gerações aos que o amam e guardam os seus mandamentos (Deuteronômio 7.9).

Já provou isso? O Senhor já permitiu que, inúmeras vezes, você fosse provado, e você nem prestou atenção à Sua Palavra e se deixou levar pelo inimigo. Deus deseja que todos aqueles que Lhe servem o façam de coração – e não por medo –, pois Ele quer que os Seus provem a Sua fidelidade. Então, temos de ser operadores do Seu poder, e não um bando de derrotados, que só vivem murmurando contra tudo. Quem é de Deus não se importa com as provações e, até para conseguir um pouco de água fria para o servo do Senhor, arrisca a vida. Na verdade, quem segue a orientação divina nunca se arrisca, mas se deixa usar.

A vontade do Pai é que provemos a Sua fidelidade. Ao começarmos a andar com Ele, crendo em Sua Palavra, sendo ousados e aceitando os desafios como oportunidades para mostrar que, de fato, somos dEle, o Senhor é fiel a todas as Suas promessas.
Nada nos acontece sem que o Altíssimo não saiba, principalmente, o que o inimigo está preparando para nós. Por isso, se estivermos em comunhão com Ele, poderemos ouvir Suas direções e sair vencedores em todas as provas. Aquelas que o Todo-Poderoso permite nos atingir são para que provemos que, realmente, cremos em Sua fidelidade, pois, ainda que estejamos mortos, viveremos (João 11.25).

Nos dias de tranquilidade, é fácil dizer que cremos em Deus, mas, quando as provações chegam e parece que Ele não Se importa conosco, provamos que, verdadeiramente, confiamos nEle. Então, Ele prova ser o que é. Não corra de nenhum desafio. Tudo o que nos acontece são possibilidades que o Pai nos dá para mostrarmos depositamos a nossa confiança em Sua Palavra e cremos nEle acima de tudo (Marcos 5.36).

Quem cresce na fé aprende que não deve agir como os imaturos, espiritualmente falando, pois esses vivem suplicando por bênçãos. Na verdade, para essas pessoas, orar é chorar diante de Deus e relatar todos os sofrimentos pelos quais têm passado. No entanto, os maduros na fé aprendem a operar suas bênçãos, agindo como verdadeiros filhos do Altíssimo (Filipenses 2.12).

Viva em comunhão com o Senhor. Não fuja de nenhuma luta e faça de todo problema um momento de crescer e tornar-se vitorioso. Qualquer missão que lhe foi confiada deve ser encarada como uma oportunidade de provar seu amor ao Pai. Ao cumprir a ordem, você terá crescido na fé.

Nenhum comentário: