Páginas

25 de mai de 2010

A verdadeira confiança.


Existem situações na vida de uma pessoa em que um familiar ou mesmo um amigo são capazes de ajudá-la a solucionar. Mas, às vezes, a situação é tão crítica que só um milagre pode salvá-la. Normalmente, são nesses momentos de grande aflição que o ser humano se lembra da existência de Deus e apela para a fé.

Vale ressaltar que a fé é uma força interior dada pelo próprio Deus ao homem, para servir-lhe de arma infalível no combate ao mal. Por isso, quando alguém coloca a sua fé em prática, o poder sobrenatural de Deus se manifesta, permitindo que o indivíduo vença todos os obstáculos à sua frente. No entanto, mesmo com o exercício da fé, os problemas não se resolvem da noite para o dia, como num passe de mágica. Tudo demanda um tempo. Porém, há casos em que a espera acaba por gerar dúvidas, medo, fazendo com que a pessoa desista da luta e acabe sendo vencida pelo desespero.

Por que isso acontece? Seria por falta de fé? Bem, a Palavra de Deus nos instrui a respeito disso por intermédio do Evangelho de Mateus. Certa vez, o Senhor Jesus pediu aos discípulos que entrassem em um barco e fossem para a outra margem de um rio, enquanto Ele ficaria ali para despedir as multidões e subir ao monte para orar. E os discípulos assim o fizeram.

“Entretanto, o barco já estava longe, a muitos estádios da terra, açoitado pelas ondas; porque o vento era contrário. Na quarta vigília da noite, foi Jesus ter com eles, andando por sobre o mar. E os discípulos, ao verem-no andando sobre as águas, ficaram aterrados e exclamaram: É um fantasma! E, tomados de medo, gritaram. Mas Jesus imediatamente lhes disse: Tende bom ânimo! Sou eu. Não temais!” (Mateus 14.24-27).

Aqueles homens ficaram apavorados diante da tempestade que açoitava o barco e colocava suas vidas em risco. E, hoje em dia, há muitos que se encontram na mesma situação dos discípulos: desesperados com a crise financeira, familiar ou as doenças que se abateram sobre suas vidas, chegam a pensar que a morte é a única saída que lhes resta.

Note que perto do Senhor Jesus os discípulos eram fortes, confiantes. Mas ao se afastarem dEle, tornaram-se fracos, temerosos, tanto que chegaram a confundi-Lo com um fantasma. Isso aconteceu porque eles ainda não haviam recebido o batismo com o Espírito Santo. Contudo, quando o pavor os fez gritar, imediatamente o Senhor Jesus se revelou a eles, acalmando-os e pedindo-lhes que confiassem nEle.

Esse é o segredo da vitória: a confiança em Deus! É permanecer no Espírito da fé, tendo a consciência de que você fez a sua parte e, portanto, Deus fará a dEle, pois está escrito que o céu e a terra passarão, mas a Sua Palavra permanecerá (Mateus 24.35). Porém, infelizmente, temos visto muitas pessoas serem derrotadas não por falta de fé, mas sim por falta dessa confiança no Senhor. Essa é a razão, amigo leitor, de afirmarmos que o melhor momento para se ter um real encontro com Deus é quando todos lhe viraram as costas e humanamente você não vê saída para a sua situação, pois tem a sensação de ter chegado ao “fundo do poço”. É exatamente nessa hora, quando a dor torna-se insuportável, que o Espírito Santo vem e revela o Senhor Jesus a você. Então, o próprio Deus passa a habitar no seu interior, tornando-o forte e confiante em qualquer que seja a situação.

Lembre-se: O cristão vive pela fé. Então, seja qual for o problema que você está enfrentando, creia e confie na Palavra de Deus, pois tudo o mais Ele fará!

Nenhum comentário: